Hard Club chega ao fim

 

 

O Hard Club, uma das melhores e mais enigmáticas salas do País encerrou as portas. Ao que a garagem conseguiu perceber pela imprensa, questões legais e económicas estiveram na base do sucedido.

Aqui na garagem anda tudo indignado. E agora? Onde vamos ver as bandas que tanto gostamos?! Não me parece que nos próximos tempos possam ver nomes tão underground, como só a própria casa o era. Enfim, o mais triste ainda é que este episódios, – que tendem a começar a parecer normais no nosso País – continuam a acontecer! Descaradamente e à frente dos nossos próprios olhos! Não me admiraria nada se o mítico espaço Portuense virasse um lugar luxuoso para condizer mais com a zona envolvente. A casa tinha demasiados problemas com a autarquia local. Era uma questão de tempo.

Segundo a imprensa, nem o próprio Kalou, sócio gerente e baterista dos Xutos e Pontapés, desmentiu a noticia. Apenas adiantou que apenas que tinham alguns problemas legais – com a autarquia –, e de carácter económico.

Disse ainda que também esta a estudar um novo projecto para abrir uma casa do género no Porto, faltando apenas afinar alguns pormenores.

Enfim, alguma luz no fundo do túnel!

No Blitz:

A gerência do emblemático espaço nocturno do Norte refuta o encerramento do Hard Club e esclarece que apenas irá mudar «o espaço físico», estando assegurados «todos os compromissos assumidos». <!–[if !vml]–><!–[endif]–>Num comunicado divulgado à imprensa, o Hard Club refuta o encerramento do espaço, adiantando que apenas será «mudado o espaço físico» e «alterada a sede da empresa» .

Este esclarecimento surge na sequência da publicação de uma notícia no “Correio da Manhã” , na qual era anunciado o encerramento do clube de Vila Nova de Gaia após «oito anos de existência conturbada». Segundo o matutino, que cita fontes próximas daquele espaço nocturno, o elevado montante de dívidas acumuladas estaria na origem do encerramento, sendo provável a «transformarão do clube num restaurante de luxo» . Estas informações foram hoje negadas pelo Hard Club, que acrescenta ser «totalmente falso» o fecho das portas devido ao elevado montante de dívidas acumulado. O Hard Club reiterou ainda que as relações institucionais e culturais com a edilidade «foram sempre pautadas, ao longo dos anos, por um clima de cordialidade, cooperação e reconhecimento mútuo na dinamização cultural da cidade» .

«O Hard Club vai continuar a sua actividade gozando de estabilidade para tal e continuando a assegurar, como aliás, tem feito até agora, todos os compromissos assumidos» , garantem.

Blitz, Terça, 10 de Outubro de 2006 às 12:34

Espaço plural, aberto, ecléctico, o Hard Club viveu de todas as sonoridades e faunas musicais. Se não, que dizer dos Rammstein jorrando água por um pénis de borracha, ou de Adolfo Luxúria Canibal contorcendo-se como marioneta nas mãos do destino? Mas foi a poética das sensações dos Morphine, resplandescendo em dois saxofones, que bateu mais fundo. E se o seu vocalista, Mark Sandman, morreu num palco italiano, o palco português que ele pisou também tem os dias contados.”
In: http://otites.blogspot.com

5 respostas a Hard Club chega ao fim

  1. Sandro diz:

    Isto é pura e simplesmente vandalizar os nossos locais de eleiçao para o convivio dos Brothers of Metal…
    Pura e simplesmente a melhor casa de portugal vai fechar😦

  2. Jorge diz:

    Este post é, no mínimo, hipócrita. Vir no dia 28 de Janeiro de 2007 anunciar que o Hard Club chega ao fim? Depois de tooooda a gente que se interessa de facto pelo HC saber disso deste Outubro de 2006… TODA a gente que se interessava pelo HC, ia lá ver concertos. E por isso, já sabia há QUATRO MESES atrás que, no final do ano, o HC ia fechar para sempre. Não é como aqueles que não ligam nenhuma, e são capazes de passar um ano inteiro ou mais sem lá pôr os pés, que depois se vem lamentar que o HC “vai fechar”, um mês depois (!) de já ter fechado… O autor deste post devia beber mais água e escrever sobre outros assuntos, porque provou ser um falso infeliz.

  3. garagem diz:

    Hipócrita!? Isto é um Blog, não é o Jornal da tua terra, simplesmente ainda não tinha comentado o facto de o H.C fechar. Tenho este espaço como uma forma de hobby, e vou colocando as noticias conforme posso e sei.
    Para te elucidar melhor, fica já a saber que a noticia de que iria fechar, já anda acircular pelo meio aos anos e não desde outubro passado. Já que és tão fã do Club!
    Por muito que tente, não consigo perceber bem o conteúdo da tua mensagem, se era descarregares as tuas frustações reprimidas, ou apenas desvalorizar o voluntariado dos outros.
    Desde já, ficas a saber que sou verdadeiro, sinto-me realizado e produtivo, a prova está aqui!

    Se calhar um pouco mais de respeito e humildade não te fazia mal nenhum.
    Saudações!

  4. Jorge diz:

    Bom, então a linguagem (a começar pelo título) não reflete o teu/vosso ponto de vista, porque se confunde com a atitude típica dos falsos interessados ou falsos infelizes com o assunto. O certo é que quando se lê este post se apreende que a notícia foi descoberta agora, à boa moda de quem não liga nenhuma (vulgo: nunca lá ia) e agora se sente lesado com a perda.
    O problema é que continuas a insistir em mostrar que não te interessavas pelo HC e os concertos que lá se realizavam, porque caso contrário não defendias o teu ponto de vista com falsos boatos. Nunca houve razão para acreditares em boatos de que aquilo ia fechar, desde que lá fosses, no mínimo, de meio em meio ano, porque toda a gente e todos os factos te garantiriam que o HC estava óptimo, de pé, e para durar. Não até Outubro do ano passado, data em que essa notícia foi divulgada. Tanto assim é, que haviam diversos concertos já agendados para 2007.
    Eu sei que isto é um blog e não um jornal, logo, a tua/vossa sala de estar, hobbie, etc. Cada vez mais são este tipo de meios que mais interessam, ao contrário seja dos jornais da minha terra seja dos nacionais. basta visitar o site do Blitz para vir logo a correr de volta para este blog, entre outros. E é por fazer muito gosto neste blog que cá venho cada vez mais, mas é também por causa de o respeitar com o meu interesse que me indignei com um post tão despropositado como este. Peço desculpa se abusei.
    Quanto ao conteúdo, volto a explicar-me, de outra forma então: vi lá muitos e excelentes concertos, que no entanto tinham pouca adesão de público. Antes de haver o HC, toda a gente se queixava da falta de bons concertos. Depois de haver, as pessoas desinteressaram-se. Provavelmente a causa maior de ter fechado foi por ter faltado público a grande parte dos concertos. Mas agora, que já fechou, é que vem tudo com as mãos na cabeça a queixar-se que fechou a melhor sala de concertos do país. Os próprios jornais e rádios só se lembraram de falar no HC quando estava para fechar, mas dar destaque aos concertos ao longo de todos os anos… Nem pensar… Sabes, a música para muitos não é cultura, é decoração talvez… Mas, mesmo assim, lanço-te o desafio: a quantos eventos foste lá, digamos, nos últimos dois anos?
    Um bem haja, e votos de bons desenvolvimentos da Garagem!🙂

  5. garagem diz:

    Boas Jorge! Antes de mais desculpas aceites, não pela tua opinião, pois essa é muito importante para nós, mas pelo modo como a exprimiste no teu primeiro comentário.
    Decidi aceitar o teu desafio! Não por uma questão de disputa, mas sim para nos esclarecermos melhor.
    Adiante, para te responder tenho que admitir que no último ano, não fui tantas vezes ao H.C. como gostaria. Por motivos profissionais e monetários. Até ao fim de semana tenho trabalhado, ora como Dj, ora a fazer sessões como Barman, sem contar ainda com os quase 150 km de caminho.
    Mesmo assim ainda deu para ver os S.U.N Project, Das Ich, Mata Ratos e os Il Nino. Mas deixemo-nos disto pois parecemos dois miúdos a “lutar” pelo mesmo gelado!
    Em resposta ao teu último comentário, é claro que quando ias ao H.C. nada te fazia pensar que a casa fosse fechar. Aliás sempre primaram pelo profissionalismo e tudo fizeram para que os espectáculos fossem cumpridos. A própria casa era o espelho do disso mesmo.
    Quanto à post em si, que foi colocado no dia 28 de Janeiro, tenho-te a dizer que sinceramente não sabia que a noticia já tinha sido confirmada em Outubro. Talvez por andar um pouco afastado, por motivos atrás referidos, ou por ter já ouvido falar desses “falsos boatos” e simplesmente não acreditar!
    Para rematar, tomei conhecimento de que era a sério pelo Jornal de Notícias, numa edição anterior uns dias. Podes confirmar, pelo visto não era o único!
    Obrigado pela tua critica. Esta sim, mais elucidativa e consciente! A garagem aprende e agradece, para que possamos melhorar nesta humilde missão de promover o alternativo.
    Saudações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: